Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com apenas 14 anos, Leonardo Constâncio tem chamado a atenção pela versatilidade, capacidade de improviso e disciplina no estudo e conhecimento do instrumento

O rock é o pai de grandes bateristas que, a cada tempo, vê surgir prodígios, como Leonardo Constâncio. Com domínio das baquetas e consciência perfeita nos improvisos do jazz e blues, o jovem músico, de apenas 14 anos, tem representando o Paraná em festivais pelo Brasil.

De 21 a 23 de setembro, Leonardo faz uma maratona de shows pelo interior paulista, entre os destaques, tem participação especial no Rock of Ages Live Festival VII, em Votorantim.

Fera atrás dos pratos, Leonardo chama atenção dos apaixonados pela batera nas redes sociais em vídeos no Facebook com mais de 1 milhão de visualizações e seguidores no Youtube.

Vinte vídeos do jovem baterista, com milhões de visualizações, também estão no site Drum Talk TV, a maior página de bateristas do mundo.

Talento exibido ainda no palco do programa "Domingo Legal" (SBT) ao vencer o concurso nacional Mini Prodígio Brasil com apenas nove anos, concorrendo com mais de 800 candidatos.

No aniversário de São Paulo de 2016, Leonardo foi convidado para tocar no palco, entre a elite do instrumento, no projeto Bateras 100% Brasil, o maior encontro de bateristas da América Latina.

Para chegar aonde pretende, durante quatro anos, semanalmente, o jovem viajava 280 quilômetros, ida e volta, de uma cidade próxima a Londrina para fazer aula. Leonardo nasceu em Manaus (AM).

"Naquela época, o meu professor de música me convidou para me apresentar em um barzinho de Londrina. A partir daquele dia, não parei mais de fazer shows e participar de concursos nacionais, como a Batalha dos Bateras, em 2015, organizada pelos maiores fabricantes de bateria, em que fui um dos quatro finalistas. Também conquistei o segundo lugar no concurso nacional na Categoria Solo Livre – adulto, em Teresina, no Piauí, em 2016 ", conta Leonardo, que já tocou com Edu Ardonuy, eleito por 10 anos, o melhor guitarrista do Brasil pela revista Cover Guitarra.

Leonardo começou a tocar bateria aos três anos de idade, quando ganhou um instrumento de brinquedo. Percebendo que o menino tinha talento, o pai, Mário Constâncio, tratou de comprar uma batera de verdade para o garoto.

"Hoje, eu tenho muitas influências, mas quem mais admiro é Buddy Rich, considerado o melhor baterista de todos os tempos. Escuto muita coisa: samba, rock, jazz, blues, instrumental. Tenho me dedicado ao máximo, estudando todo dia, fora as aulas de bateria com Eduardo Batistella e Dio Dias, repertório com Jairo Cavalcanti e percussão com Vinícius Lordelos.

Com muitos projetos pela frente, Leonardo tem aproveitado as oportunidades e o talento, reconhecido precocemente.

"A música é muito importante na minha vida. O jazz é como se fosse um santo graal. Algo muito grande. Os melhores tocam jazz. Você, como instrumentista, saber tocar jazz, saber se organizar é maravilhoso. O rock foi o meu começo. O samba, eu fui pegando do jazz. É preciso saber tocar coisas brasileiras. Como você pode querer ser um músico se ignorar a música brasileira? Foi pensando assim, que comecei a tocar maracatu, bossa-nova, por exemplo. Todos esses ritmos transmitem uma energia muito boa, que quero passar com a minha música", conclui Leonardo.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL