Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Durante a World Travel Market (WTM), em Londres, hotéis fazenda de Socorro (SP) receberam prêmios pela inclusão de pessoas com deficiências em atividades turísticas

Considerada referência no turismo acessível de aventura no Brasil, o município de Socorro (SP), localizada a 132 quilômetros de São Paulo, foi premiada na quarta-feira (5), na World Travel Market (WTM) - maior feira de turismo do mundo, realizada em Londres. Os hotéis-fazenda Campo dos Sonhos e Parque dos Sonhos concorreram nas categorias de melhor projeto para pessoas com deficiência e prática do turismo responsável. Eles foram agraciados com os títulos “Best for People with Disabilities” e "World Reponsible Tourism Award – Overall Winner".

Há 15 anos, os serviços da empresa premiada oferecem às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida atividades que podem ser praticadas em meio a natureza como o rapel, tirolesa, arvorismo e canoagem. O local dispõe, ainda, de uma cadeira de apenas uma roda para fazer trilhas guiadas, além de cardápios e mapas em braile, rampas de acesso, e acomodações adaptadas. Desde 2012 os hotéis-fazenda são os únicos empreendimentos do Brasil com certificação da ABNT voltada à Acessibilidade em Meios de Hospedagem.

Socorro é um dos dez Destinos Referência em Segmentos Turísticos do Ministério do Turismo (MTur). A proposta de inclusão teve início com as atividades de aventura, em 2005, mas se expandiu para os serviços urbanos, públicos e privados. O esforço de adaptação pode ser observado em hotéis, bares e restaurantes – além de demais monumentos abertos ao público. Nos últimos anos, o MTur investiu cerca de R$ 2,2 milhões em obras de infraestrutura para a cidade.

De acordo com o Diretor de Departamento de Produtos e Destinos do MTur, Wilken Souto, iniciativas como a do Campo dos Sonhos e Parque dos Sonhos são exemplos que devem ser multiplicados. “Hoje a acessibilidade é um diferencial competitivo para os empreendimentos. Afinal, são mais de 45 milhões de pessoas com deficiência no Brasil. Os empreendedores que abraçam a causa hoje colhem bons frutos, nos orgulham e ajudam a posicionar o Brasil como um destino responsável e inclusivo”, disse.

Para o secretário de Turismo do município, Acácio Zavanella, o prêmio contribui para incentivar outros destinos a adotarem práticas semelhantes. “A mobilização em torno da acessibilidade contribui para conscientizar a todos. Recebemos visitas técnicas e falamos sobre o tema em palestras”, afirmou.

Turismo Rural e Sustentável

Socorro também oferece atividades voltadas para o turismo rural, responsável por cerca de 30% da demanda turística na cidade - uma média 500 mil visitantes ao ano, de acordo com o Núcleo de Turismo Rural da cidade. O destino Caminhos da Roça integra um dos 23 roteiros do projeto Talentos do Brasil Rural, que tem como objetivo incluir produtos e serviços da agricultura familiar ao turismo brasileiro. O visitante que tiver interesse em fazer o passeio, tem a oportunidade de, em dois dias, participar da rotina das comunidades, como tomar um café com produtos da região, passear de trator, fazer pesca esportiva, visitar fazendas, plantações e criação de animais, por exemplo. 

Socorro segue a linha do turismo sustentável. Parte dos hotéis e pousadas usa energia solar para aquecimento dos chuveiros. Programas de reflorestamento compensam os danos causados pela exploração agropecuária. Há ainda projetos de educação ambiental e envolvimento da comunidade nas atividades turísticas com produção de artesanato local.

Prêmios

Em abril deste ano, Socorro também recebeu o prêmio Rainha Sofia de Acessibilidade Universal, na Espanha. O reconhecimento é dado aos municípios que se caracterizam por sua trajetória de políticas inclusivas que garantem direito de acessibilidade como condição de igualdade e oportunidade. 

Deborah de Salles/MTur

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios