Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco devem reunir metade (três milhões) dos turistas que irão visitar os sete principais destinos que comemoram a festa no país

O Carnaval deste ano vai celebrar o crescimento do setor e aquecer os turistas para a Copa do Mundo. A maior festa popular do mundo deve atrair cerca de 6,6 milhões de turistas e acrescentar R$ 6,1 bilhões à economia do país, de acordo com um levantamento do Ministério do Turismo, um movimento entre 6% e 7% maior que no ano passado.
 
O estado do Rio de Janeiro é o que mais atrai turistas durante os quatro dias de festa, especialmente a capital, Búzios, Cabo Frio, Petrópolis, Angra dos Reis e Paraty. A projeção é que 1,2 milhão de turistas visitem a região, o que representa um movimento de R$ 1,1 bilhão na economia. O segundo local mais visitado será São Paulo e seus arredores (Santos, Guarujá, Ubatuba e Ilha Bela), com 960 mil turistas e um acréscimo de R$ 885 milhões na economia. E na terceira posição está Recife e adjacências (Olinda, Cabo e Porto de Galinhas) com 850 mil turistas e R$ 787 milhões.
 
O aumento de arrecadação se deve não só ao ganho de competitividade dos principais destinos turísticos do país, como também ao ganho de visibilidade do país com os grandes eventos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas de 2016.
 
Segundo uma estimativa feita pela Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizados e Trabalho Temporário, em 2013, as festas de carnaval realizadas em todo o país geraram cerca de 250 mil empregos temporários entre costureiras, marceneiros, vendedores, recepcionistas, atendentes, garçons, auxiliar de serviços gerais, motoristas e outros.
 
Em nenhum outro lugar do mundo o carnaval é tão prestigiado, diverso e cheio de magia quanto no Brasil. Os ritmos diferentes de Norte a Sul do país, os blocos de rua, cordões, desfiles de escolas, trios elétricos e festas de clubes, mostram as cores e o brilho da festa em pelo menos quatro dias de folia. Luxo e a beleza se misturam a fantasias simples e irreverentes, máscaras, bonecos, além de muita alegria e diversão.
 
Confira as principais características dos sete carnavais mais populares do Brasil:

RIO DE JANEIRO
Nenhuma cidade no mundo é capaz de atrair mais a atenção de turistas do que o Rio de Janeiro, onde a folia já começa logo após a virada do ano, nos ensaios técnicos das escolas de samba. Dos blocos de rua às festas de clubes o ponto alto do carnaval carioca é o desfile das escolas de samba na Marquês do Sapucaí, com o grupo especial, que acontece na segunda e terça-feira de carnaval.
 
SÃO PAULO
Na maior metrópole do país, os festejos são muito parecidos com os que acontecem no Rio. Luxo, e beleza das escolas de samba e ainda os desfile de blocos e festas em clubes. No sábado acontece o desfile do grupo especial de São Paulo, no sambódromo do Anhembi.
 
SALVADOR
Na Bahia o carnaval é o ano todo. O axé é o ritmo que embala os baiano, mas há um a mistura de sons. Os blocos uniformizados acompanham os trios elétricos na orla.  Os abadás identificam os blocos, mas têm muita gente pulando sem abadás, em volta dos blocos e sem a proteção dos cordões de isolamento.
 
OLINDA
Na cidade pernambucana de Olinda, as sombrinhas do frevo e do maracatu ganham destaque. Os dias de festa começam com o desfile de bonecos gigantes conhecidos como mamulengos, acompanhado de diversos blocos de rua como o Sala de Justiça e o Bacalhau do Batata, que fecha o carnaval na quarta-feira de cinzas.
 
RECIFE
Há pouco quilômetros de distância de Olinda, as marchinhas e o ritmo do frevo também agitam a capital pernambucana de Recife, que também apresenta as atrações dos trios elétricos. O famoso bloco Galo da Madruga, que sai na manhã de sábado é já foi considerado um dos maiores blocos carnavalescos do mundo, é um momento único do carnaval recifense.
 
DIAMANTINA
Os blocos do Bartucada e a Bat Caverna fazem a festa pelas ruas da históricas da cidade, onde está a maior concentração de jovens universitários. Eles lotam pousadas e repúblicas para curtir as festas onde o ponto de encontro é a praça do mercado velho.
 
OURO PRETO
As ladeiras de paralelepípedos da cidade também ficam agitadas com blocos como Zé Pereira e Clube dos Lacaios e seus bonecos gigantes.
 
FLORIANÓPOLIS
Durante o carnaval, Florianópolis fica tomada pelos blocos de sujos (homens vestidos com roupas femininas) que curtem os desfiles pelas ruas centrais da cidade. O ponto alto das festa é o desfile das escolas de samba, na passarela Nego Quirido. Festas em clubes também são bem populares.
 
FORTALEZA
Além das festas de rua e dos desfiles de blocos, o carnaval cearense também apresenta como opção jazz e blues, com a realização do Festival Jazz e Blues de Guaramiranga, na Serra de Guaramiranga.
 
Asimp/MTur

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios