Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atrativos turísticos reabrem dia 10 de junho, aniversário da cidade, cumprindo protocolos de segurança e com instalação de barreiras sanitárias para identificar casos sintomáticos.

Com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) sob controle, Foz do Iguaçu reabrirá seus atrativos turísticos na próxima quarta-feira, 10 de junho, assumindo o compromisso de testar todos os casos sintomáticos de visitantes que apresentaram quadro de febre, gripe, resfriado ou algum sintoma respiratório nos últimos 14 dias.

Reabertura inclui também os hotéis e resorts de turismo de lazer. Expectativa inicial é atender a comunidade local e o público regional. Uma live solidária na usina de Itaipu arrecadará fundos para os trabalhadores do turismo.

Para identificar e testar os casos sintomáticos, serão montadas barreiras sanitárias nos atrativos turísticos e nos hotéis e resorts de maior porte. Para retomar as atividades, será exigido o cumprimento dos protocolos de segurança sanitária instituídos pelo Decreto Municipal nº 28.124, de 8 de maio, que estabeleceu as normas de funcionamento.

Os empreendimentos também devem assinar um termo de responsabilidade no qual se comprometem a respeitar os protocolos de segurança sanitária e colaborar com a Secretaria Municipal da Saúde na busca ativa de colaboradores e clientes com sintomas compatíveis com a Covid-19.

Antes do ingresso nos atrativos, o visitante deverá responder, na barreira sanitária, um questionário sobre sintomas respiratórios ou apresentar autoavaliação realizada por meio de um aplicativo, o CovidPR, disponível nas plataformas Android e IOS, e que estará conectado com a central do Plantão Coronavírus.

O uso de máscaras é obrigatório para colaboradores e visitantes, assim como a higienização das mãos e o distanciamento social, dentre uma série de medidas protetivas. Turistas que testarem positivo serão colocados em isolamento social por 14 dias e deverão arcar com os custos de hospedagem.

Lição de casa

Foz do Iguaçu se preparou para o enfrentamento da pandemia. Uma estrutura hospitalar com 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 70 leitos de enfermaria foi montada para atender os doentes.

Cidade montou também um serviço de WhatsApp 24 horas para o Plantão Coronavírus. Município foi um dos primeiros do Brasil a decretar o uso obrigatório de máscaras para toda a população. Habilitou dois laboratórios para fazer testagem de exames. E é hoje a cidade com o maior número de testes por habitantes do Paraná. Até ontem, contabilizava 165 casos confirmados, a maioria importados, e três mortes. Índice de ocupação dos leitos de UTI gira em torno de 10 a 15%.

“População colaborou. Fizemos a nossa lição de casa e agora estamos prontos para a retomada do turismo”, afirma o prefeito Chico Brasileiro.

Apoio da Itaipu

A Itaipu Binacional é uma das principais apoiadoras dessa retomada do turismo, junto com o programa Acelera Foz, que reúne um conjunto instituições.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, Foz do Iguaçu vai sair à frente porque adotou todas as medidas sanitárias pra esse recomeço sempre primando pela “nossa gente”. Para o diretor, isso foi possível porque houve união e propósito. “Desde o começo, o governo federal tem olhado com muito carinho pra essa região, que tem vocação turística e está dando um passo importante adiante”.

Preparativos

Desde o dia 18 de março, portanto, há mais de 80 dias, que o turismo de Foz do Iguaçu suspendeu suas atividades em função da pandemia. Comércio e serviços não essenciais já voltaram a funcionar no dia 22 de abril. De lá para cá, o turismo vem se preparando para a retomada. O setor se uniu para construir, em parceria com a equipe técnica de epidemiologia, os protocolos de segurança sanitária para cada segmento do turismo.

Hotéis executivos, pousadas e hostels voltaram a funcionar no dia 11 de maio. Atrativos, hotéis l e resorts de lazer reabrem dia 10 de junho. Já os eventos de pequeno porte têm previsão de recomeçar no dia 28 de julho, e os de grande porte, em 3 de setembro. Fronteiras do Brasil com Argentina e Paraguai permanecem fechadas por tempo indeterminado.

Live solidária

Para marcar a retomada, a usina de Itaipu será cenário de uma live solidária com o cantor iguaçuense Gabriel Smaniotto, no dia 10 de junho, que começará às 17h30, diretamente do Mirante Central, tendo como fundo a barragem da usina. O show, transmitido em canais de parceiros, arrecadará fundos para os trabalhadores do turismo, um dos mais atingidos economicamente pela pandemia de covid-19.

Responsabilidade

“Estamos conscientes dos cuidados e da nossa responsabilidade. Sabemos que a retomada do turismo será lenta e gradual. Esse recomeço será com a comunidade local e o público regional. Mas reabertura mostrará que estamos preparados para a nova normalidade que virá no pós-pandemia. Será um aquecimento. Quando o turismo voltar pra valer, já estaremos embalados”, afirma o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Clique nas fotos para ampliar

Foto: Christian Rizzi (Marco 3 Fronteiras)
Foto; Caio Coronel (Itaipu)
Foto: Christian Rizzi (Marco 3 Fronteiras)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.