Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A aposta é que o destino seja o mais visitado durante a Copa, após as cidades-sede, de acordo com a Secretaria de Turismo do Paraná

Terceiro destino mais procurado por turistas estrangeiros que viajam ao Brasil a lazer, de acordo com estudo do Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), a cidade de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, se prepara para receber um grande número de torcedores durante a Copa do Mundo.
 
Foz é a porta de entrada de boa parte dos sul-americanos que visitam o país. A exuberância de suas paisagens e o maior conjunto de quedas d’água do mundo, com 270 cachoeiras nos parques nacionais das duas fronteiras, as Cataratas do Iguaçu – eleita uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno – devem fazer parte de qualquer roteiro turístico de natureza para os turistas que circularão pelo Brasil, durante o Mundial de futebol.
 
Os turistas estrangeiros da última Copa, na África do Sul, aproveitaram a estada para visitar mais três destinos, de acordo com um estudo feito pelo Ministério do Turismo. Foz do Iguaçu deve ser uma delas. Segundo a diretora presidente da Paraná Turismo, Juliana Vellozo Vosnika, “pode-se dizer que Foz será o 13º destino da Copa”.
 
Sorte dos torcedores e da delegação coreana que escolheram a cidade para fixar seu centro de treinamento durante a competição. A grande colônia de descendentes coreanos que vivem na região, ajudou na escolha da equipe. Também foi levado em consideração a proximidade com os locais onde o time irá jogar durante a primeira fase da Copa: Cuiabá, São Paulo e Porto Alegre.
 
O técnico coreano Hong Myung-Boo, que no mês de janeiro esteve em Foz treinando com sua equipe, visitou as Cataratas do Iguaçu. “O lugar é fantástico, passou boas energias para o time e será uma das nossas fontes de inspiração para o mundial”, disse.
 
Além dos coreanos, é fácil encontrar representantes de outras etnias pela região, entre elas,  árabes, japoneses, chineses e indianos que dão a Foz. A cidade está acostumada a falar outras línguas. Segundo dados da Secretaria de Turismo do município, em 2013, a cidade recebeu cerca de dois milhões de turistas. Situada na tríplice fronteira de Brasil, Argentina e Paraguai, o município tem uma rede hoteleira composta de mais de 100 hotéis e capacidade para 20 mil hóspedes, além de meios alternativos como albergues, camping e pousadas.
 
Os turistas têm inúmeras opções de visitação aos parques, ecoturismo e ainda, com passaporte em mãos, podem facilmente cruzar a fronteira para turismo de compras no Paraguai, de conhecer os cassinos e restaurantes argentinos. A visita a maior usina de energia renovável do mundo, a Itaipu Binacional, é roteiro indispensável.
Já Curitiba, cidade-sede da Copa, localizada a mais de 600 km de Foz, receberá os jogos de Irã e Nigéria; Honduras e Equador; Austrália e Espanha; Argélia e Rússia, também foi escolhida como sede de treinamentos pela atual campeã mundial, a Espanha, que usará o centro de treinamento do Caju.
 
Segundo a diretora da Paraná Turismo, a capital paranaense espera receber aproximadamente 507 mil turistas durante a Copa, sendo 101 mil estrangeiros conforme estimativa do MTur. “Para a recepção estão em andamento obras de ampliação do número de postos de informações, colocação de sinalização bilíngue, e obras de acessibilidade aos atrativos da Linha Turismo de Curitiba.

Além da capital e de Foz, o estado aposta no litoral para atrair turistas, em lugares como a Ilha do Mel, Guaraqueçaba e o Parque Nacional do Superagüi. Na região dos Campos Gerais, estão localizados o Parque Estadual de Vila Velha, com suas gigantescas esculturas de rocha, e o cânion do Guartelá, o sexto maior do mundo.
 
Asimp/MTur
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.