Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Expectativa é que até o final deste ano os produtos possam ser comercializados; interessados podem fazer a inscrição no http://www.weblitenet.com.br/soulondrina/

A fim de atrair artistas e pessoas criativas que possam ajudar a criar uma identidade para Londrina, membros do Núcleo de Turismo de Londrina apresentaram o projeto “SouLondrina: souvenir criativo” a, aproximadamente, cerca de 50 convidados, entre designers, artistas, artesãos, ilustradores e produtores de alimentos e objetos de Londrina e região. O encontro foi realizado ontem (5), na sede do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-Pr).

O objetivo do projeto é criar uma identidade para Londrina que possa ser levada pelos visitantes, através de souvenires. Assim, turistas e moradores poderão presentear pessoas queridas com lembranças que marcam Londrina. Os pontos turísticos da cidade como, por exemplo, Lago Igapó, Concha Acústica, Catedral, servirão de inspiração aos produtores. Aqueles que desejarem participar, poderão se inscrever através do http://www.weblitenet.com.br/soulondrina/ até sexta-feira, dia 8 de maio.

De acordo com o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Veronesi, é importante desenvolver este projeto, porque a cidade está passando por um período de transição, em que ainda é forte a identificação como capital do café, porém seu desenvolvimento como prestadora de serviços, cidade em período de industrialização e como capital mundial de tecnologia da soja estão cada vez mais fortes.

“É interessante estudar Londrina, rever como ela vem se transformando nos últimos anos e as identidades que vem assumindo. É um trabalho difícil e a partir do estudo que será feito, será escolhido o melhor para fazermos uma divulgação da cidade. Quando se fala em divulgação, fala-se em promoção. Nós recebemos em torno de um milhão de visitantes por ano e eles poderão levar algo que marque Londrina e nós quando falarmos de Londrina teremos algo que simboliza nossa cidade”, explicou Veronesi.

O empresário do ramo de alumínio, Lucas Spisla, acredita que é interessante desenvolver esta ação na cidade para promover Londrina e aumentar a visibilidade das marcas. “A iniciativa é um meio de divulgar a cidade e vai ajudar a divulgar a marca para outros lugares, que podem abrir novas portas aqui na região. Trabalho com produtos de alumínio como abridores de garrafas e chaveiros, que podem vir a participar do projeto”, disse.

Sobre o projeto

Estarão disponíveis 30 vagas para 2015, que serão distribuídas de acordo com a matéria-prima utilizada pelo produtor, que pode ser cerâmica e vidro; couros, fibras naturais, sementes, pedras e outros; fios e tecidos; madeira; metais; papéis, ceras, massas, resinas, gesso, parafina e borrachas; além de produtos alimentícios e bebidas.

As lembranças serão comercializadas em locais credenciados como, por exemplo, aeroporto e rodoviária e serão oferecidas pela internet através do Convention & Bureau, o que aumentará a visibilidade dos produtos e dos produtores. A expectativa é que até novembro os produtos comecem a ser comercializados. Mais informações estarão disponíveis pelo site www.soulondrina.com.br.

“Isto é um sonho da área do turismo, que vem se desenvolvendo e várias cidades do Brasil, como Curitiba, já tem iniciativas como esta e nós ainda não. O projeto vai colocar à disposição dos visitantes produtos que mais se adequam a personalidade de cada um e vai dar uma guinada na economia, porque terá vários pontos de venda e diversos tipos de produtos feitos por pessoas criativas”, acredita o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Arnaldo Falanca.

A iniciativa é idealizada pelo Núcleo de Turismo de Londrina, do qual fazem parte o Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-Pr), Londrina Convention & Visitors Bureau, Secretaria de Estado do Turismo, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav-Pr), Universidade Norte do Paraná (Unopar) e a Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil).

NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios