Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atrativo volta a receber turistas após três meses fechado. Medidas de  prevenção ao novo coronavírus foram adotadas para garantir a segurança de funcionários e turistas.

O  Complexo  Turístico  Itaipu  (CTI)  vai retomar nesta quarta-feira (17),  em  dois  horários (manhã e tarde), a visitação ao Refúgio Biológico Bela  Vista  (RBV).  A  volta ocorre uma semana após a reabertura do Itaipu Panorâmica,  passeio  que  percorre  os  pontos  mais  importantes da usina hidrelétrica.  Todas  as  medidas  de  prevenção  ao novo coronavírus serão aplicadas, para garantir a segurança de funcionários e turistas.

Os  passeios  ao  Refúgio Biológico ocorrerão sempre de terça-feira a domingo,  com saídas às 9h30 e 14h30. O número de vagas foi reduzido a 30%, obedecendo às  recomendações  das  autoridades  de  saúde. Serão apenas 10 visitantes  em  cada  passeio.  Às  segundas-feiras o espaço é fechado para manutenção técnica.

O  roteiro  é  o  mesmo  de antes do fechamento do atrativo, com três horas  de  duração, incluindo caminhada em trilha de mata nativa e passagem pelo  recinto  dos animais, como a onça-pintada e a harpia. Toda a visita é guiada. Durante o percurso, o turista receberá informações detalhadas sobre a  fauna  e a flora locais e sobre o trabalho de Itaipu para recuperação da biodiversidade na região.

Depois  da  visita  Panorâmica  e  do  Refúgio  Biológico,  o próximo atrativo  de  Itaipu a voltar a receber turistas será o Ecomuseu, no dia 24 (próxima  quarta-feira), das 10h às 17h. A Itaipu Iluminada tem previsão de retorno  no  dia 1º de julho, às 19h30. A partir desta data volta a ocorrer às  sextas  e  aos  sábados.  O circuito interno na usina, Itaipu Especial, ainda não tem previsão de reinício.

Mais  informações  sobre passeios e reservas podem ser encontrados no site: www.turismoitaipu.com.br

Visita mais segura

O  Complexo Turístico Itaipu adotou uma série de medidas de segurança sanitária  para  retomar  a  visitação, entre elas, a aquisição de robôs de desinfecção   de   áreas  do  circuito,  tapete  sanitizante,  aferição  de temperatura  dos  turistas,  higienização  dos  ônibus a cada nova visita e colocação de álcool em gel em diversos pontos do CTI.

O  protocolo  de  segurança  para  a visita ao Refúgio Biológico Bela Vista inclui:

Obrigatório o uso de máscaras, mesmo em espaços abertos;

Obrigatório   passar   pela   barreira   sanitária   com:   tapete sanitizante, álcool em gel e aferição de temperatura corporal;

Caso o visitante apresente a temperatura maior ou igual a 37,8° ou sintomas  gripais,  pedir  para  o  visitante aguardar e acionar a supervisão pelo rádio, que comunicará ao plantão coronavírus;

Álcool  em  gel  disponível  em  vários  locais do atrativo, como: balcão de informações, banheiros, hall de entrada, bistrô, loja de souvenirs etc;

Restrição aos bebedouros;

Distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas;

Utilização   apenas   da   parte  aberta  dos  ônibus  mantendo  o distanciamento  entre  as  fileiras,  ao  final  de  cada  visita, promovendo a limpeza e desinfecção dos veículos.

Live solidária

As  visitas  aos atrativos turísticos de Itaipu haviam sido suspensas em  18  de  março,  atendendo  às  recomendações municipais e federais para conter  a disseminação do novo coronavírus. Uma live solidária com o cantor iguaçuense  Gabriel  Smaniotto,  na  última  quarta-feira  (10), no Mirante Central da usina, marcou a retomada gradativa da visitação. Durante o show, foram  arrecadados cerca de R$ 80 mil, que irão beneficiar guias de turismo da cidade, categoria fortemente impactada pela pandemia da covid-19.

Outros  atrativos da cidade, como o Parque Nacional do Iguaçu (PNI) e o Marco das Três Fronteiras, também adotaram medidas sanitárias para evitar a proliferação do novo coronavírus. Barreiras sanitárias foram montadas nos hotéis  e  resorts  de  maior  porte,  com  a  exigência  de cumprimento de protocolos de segurança exigidos pelas autoridades de saúde.

Grande  parte  das  ações  está  sendo  articulada dentro do Programa Acelera  Foz,  que  une os esforços de oito entidades parceiras. O programa tem  a  coordenação  estratégica do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social  de  Foz  do Iguaçu (Codefoz), Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Prefeitura de Foz, Sebrae, Programa Oeste em Desenvolvimento, Associação  Comercial  e  Empresarial  de  Foz do Iguaçu (Acifi) e Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Asimp/Itaipu Binacional

Clique nas fotos para ampliar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios