Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

As vagas para participar são limitadas; o evento tem apoio da Prefeitura, por meio da CODEL e da FEL

Com um percurso de 120 quilômetros a serem percorridos em mountain bike, partindo da Catedral Metropolitana de Londrina e finalizando na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, em Maringá, a Rota das Catedrais 2019, que será realizada em 15 de junho, continua com as inscrições abertas. Esta será a terceira edição do evento, organizado pela P14 Sports, e que conta com apoio da Fundação de Esportes de Londrina (FEL) e do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel).

A diretora de Turismo da Codel, Maitê Uhlmann, falou sobre o apoio dado ao trabalho. “O instituto apoia ações e eventos turísticos, como a Rota das Catedrais, porque o turismo gera muito mais impacto quando regionalizado, ou seja, quando possui a contribuição e envolvimento de outras cidades e regiões, como é o caso deste produto turístico”, citou.

Já o assessor de Esportes e Eventos da FEL, Sandro Henrique Moreira Santos, destacou que, assim como as corridas e maratonas de rua, o pedal é uma modalidade que tem atraído cada vez mais pessoas, em todo o país. E Londrina não fica atrás. “Nossa cidade e região já conta com um número elevado de praticantes, e a Prefeitura, por meio da FEL, não poderia deixar de apoiar esse evento, que agrega duas grandes cidades em torno de um desafio. É importante que venham para a região cada mais eventos como esse, que são uma forma de incentivar a comunidade a iniciar a prática de atividade física, no caso o ciclismo, algo tão importante e positivo para a saúde”, ressaltou.

Para participar da Rota das Catedrais 2019, os atletas devem conferir atentamente o regulamento do evento, e as inscrições ficarão disponíveis até o dia 9 de junho, ou enquanto houver vagas. O valor da participação é de R$139 mais taxa, referente ao Kit Gorota 2019. Os demais lotes, previamente disponibilizados, já estão esgotados. No site oficial da Rota das Catedrais 2019, os interessados podem conferir todas as informações e acessar a página de inscrições, no link www.rotadascatedrais.com.br .

A retirada dos kits deve ser feita pelos inscritos no dia 12 de junho, em Maringá, das 11 às 20 horas, e no dia seguinte, 13 de junho, em Londrina, das 11 às 21 horas. É preciso ter em mãos documento original com foto e comprovante de inscrição (impressa ou digital), termo de responsabilidade devidamente preenchido e assinado, e autorização do responsável legal, no caso de inscritos com idade entre 16 e 18 anos incompletos.

De acordo com a gestora de Marketing, Comunicação e Eventos da P14 Sports, Luciana Costa Oliveira, a expectativa inicial era de que, nesta edição da Rota das Catedrais, participassem, no máximo, 600 pessoas. “Porém, tivemos muita procura e foi necessário ampliar para 630 vagas, que devem ser preenchidas rapidamente”, citou.

Luciana explicou que, inicialmente, o evento tinha como expectativa oferecer uma opção diferenciada de entretenimento, envolvendo o turismo da região, principalmente o rural, e destacando as belezas da região. “Além das duas catedrais, que são os pontos de partida e chegada, eles vão conhecer sete igrejas situadas em pequenos vilarejos ou fazendas mais antigas. Também temos o objetivo de atrair ciclistas de outras regiões, marcando a Rota das Catedrais no calendário nacional, para que conheçam Londrina e Maringá, cidades que são polos no interior do Paraná, e especialmente esses lugares rurais, que ficam dentro do norte pioneiro”, detalhou.

Trajeto

A Rota dos Catedrais 2019 começa com a concentração dos ciclistas, às 6 horas da manhã, bem em frente à Catedral Metropolitana. A largada está programada para ocorrer às 7 horas da manhã, no sentido região sul. Passando pelos patrimônios do Espírito Santo, Caramuru e Vila Progresso, e as cidades de Arapongas, Sabáudia, Marialva e Sarandi, entre outras localidades, a Rota apresenta aos participantes várias paisagens do norte paranaense.

Dentre os 120 quilômetros totais, aproximadamente 90 quilômetros envolvem estradas rurais, incluindo trechos não pavimentados, pastos e propriedades particulares, e os demais por vias urbanas e rodovias. Cinco pontos de hidratação pelo caminho serão disponibilizados, exclusivamente, aos participantes inscritos no evento.

A integrante da organização do evento comentou que as características do trajeto exigem que o participante já possua experiência e preparo físico. “É um percurso com 2.100 metros de altimetria, e um certo nível de dificuldade, então o preparo é importante já que, além da distância, tem essa característica da altitude. E o mais legal acaba sendo a questão da superação pessoal, pois não é uma competição, e sim um trajeto com dez horas para ser concluído. Além disso, movimenta economicamente as duas cidades, com a chegada dos participantes na véspera ou antevéspera, por isso importante termos essas parcerias, com Londrina e Maringá”, comentou Luciana.

A expectativa é que o trajeto seja percorrido em um prazo de dez horas e, no final do percurso, uma arena montada na praça da Catedral de Maringá irá recepcionar os atletas com a entrega da medalha de participação. A comunidade em geral também poderá aproveitar as barracas de hidratação, espaço zen com massagens, e entretenimento, que ficarão disponíveis até as 17h30.

Dentre as entidades que apoiam o evento, além da Prefeitura de Londrina, estão a Prefeitura de Maringá, Federação Paranaense de Ciclismo (FPC), Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, e o Londrina Convention Bureau.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios