Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Asimp/ALEP

O deputado Teruo Kato, líder da bancada do PMDB, aproveitou a sessão plenária de ontem (18) na Assembleia Legislativa para convidar os demais parlamentares e a sociedade paranaense em geral para a homenagem aos 105 anos da imigração japonesa no Brasil, na próxima segunda-feira (24). O evento, no Plenário do Legislativo, terá início às 18 horas, com a presença do cônsul-geral do Japão, Yoshio Uchiyama, entre outras autoridades.
 
“Os japoneses que chegaram ao Brasil há 105 anos, contribuíram muito para o desenvolvimento do Brasil, do Paraná e de algumas regiões especiais do nosso estado”, destacou Teruo. O deputado também lembrou a cultura e a culinária japonesa, hoje muito presentes na vida de todos os brasileiros.
 
Resgate
 
A abertura do evento na segunda-feira, segundo Teruo, contará com uma apresentação especial do grupo Wakaba Taiko, de Curitiba. Durante a solenidade será realizado o lançamento do livro “Imin Sempre”, do escritor Domingos Pellegrini, que faz uma homenagem ao deputado federal Antônio Ueno, falecido em 2011.
 
Filho dos pioneiros Yonezo e Kikue Ueno, Antônio Ueno começou sua carreira política como vereador em Assaí, no Norte do Paraná. Ele também atuou como deputado estadual e deputado federal, em 36 missões econômicas ao Japão e colaborou na criação e instalação do Consulado Geral do Japão em Curitiba.
Antônio Ueno, lembrou Teruo, também foi condecorado pelo imperador do Japão, Hirohito, com a Medalha do Sol Nascente, Segundo Grau, e também ganhou a medalha da Ordem do Mérito Cultural, Governo da Província de Hyogo.
 
Homenagens
 
O deputado destacou ainda que, serão homenageados durante a sessão, pela contribuição ao Paraná, o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Fernando Eizo Ono, e o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Tadaaqui Hirose.
 
Também serão homenageados o empresário da construção civil de Londrina, Atsushi Yoshii; o empresário industrial e do setor de máquinas em Curitiba, Hirofumi Nakagiri; o industrial do setor metalúrgico de Maringá, João Noma; e o escritor Oscar Fussato Nakasato, vencedor do Prêmio Jabuti de 2012, com a obra “Nihonjin”.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.