Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Asimp/ALEP

O deputado Teruo Kato, líder da bancada do PMDB, aproveitou a sessão plenária de ontem (18) na Assembleia Legislativa para convidar os demais parlamentares e a sociedade paranaense em geral para a homenagem aos 105 anos da imigração japonesa no Brasil, na próxima segunda-feira (24). O evento, no Plenário do Legislativo, terá início às 18 horas, com a presença do cônsul-geral do Japão, Yoshio Uchiyama, entre outras autoridades.
 
“Os japoneses que chegaram ao Brasil há 105 anos, contribuíram muito para o desenvolvimento do Brasil, do Paraná e de algumas regiões especiais do nosso estado”, destacou Teruo. O deputado também lembrou a cultura e a culinária japonesa, hoje muito presentes na vida de todos os brasileiros.
 
Resgate
 
A abertura do evento na segunda-feira, segundo Teruo, contará com uma apresentação especial do grupo Wakaba Taiko, de Curitiba. Durante a solenidade será realizado o lançamento do livro “Imin Sempre”, do escritor Domingos Pellegrini, que faz uma homenagem ao deputado federal Antônio Ueno, falecido em 2011.
 
Filho dos pioneiros Yonezo e Kikue Ueno, Antônio Ueno começou sua carreira política como vereador em Assaí, no Norte do Paraná. Ele também atuou como deputado estadual e deputado federal, em 36 missões econômicas ao Japão e colaborou na criação e instalação do Consulado Geral do Japão em Curitiba.
Antônio Ueno, lembrou Teruo, também foi condecorado pelo imperador do Japão, Hirohito, com a Medalha do Sol Nascente, Segundo Grau, e também ganhou a medalha da Ordem do Mérito Cultural, Governo da Província de Hyogo.
 
Homenagens
 
O deputado destacou ainda que, serão homenageados durante a sessão, pela contribuição ao Paraná, o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Fernando Eizo Ono, e o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Tadaaqui Hirose.
 
Também serão homenageados o empresário da construção civil de Londrina, Atsushi Yoshii; o empresário industrial e do setor de máquinas em Curitiba, Hirofumi Nakagiri; o industrial do setor metalúrgico de Maringá, João Noma; e o escritor Oscar Fussato Nakasato, vencedor do Prêmio Jabuti de 2012, com a obra “Nihonjin”.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios